Birras. Quem já não passou por uma?

Sigo o blog da Babyccino Kids com regularidade. Gosto de ler os conselhos práticos que dão na rubrica “Tuesday Tips”. São conselhos baseados em experiência de mãe. Esta semana o artigo é sobre as típicas birras de criança. Quem já não passou por uma? Julgo que a maioria dos pais já deve ter um doutoramento em gestão de birras. Eu ainda estou a fazer o mestrado pois quando se passa de um para dois filhos o cenário muda um pouco!

Partilhem a vossa experiência aqui no blog ou através do Facebook e não deixem de espreitar a Babyccino Kids.

How to deal with toddler tantrums

imagem/ image: Babyccino Kids

Hoje é o Dia Internacional da Família!

Hoje é o Dia Internacional da Família e, a esse propósito, estive a ler as notas gerais sobre a conferência das Nações Unidas sobre este dia tão importante. Os objectivos estão lá. Mas, infelizmente, difícil será vê-los respeitados em todo o Mundo.

Não obstante, torna-nos conscientes da crescente necessidade de proteger os direitos das crianças e os deveres que uma família tem para com essas crianças, os adultos de amanhã.

http://www.un.org/esa/socdev/family/docs/IDF2015/backgroundnote.pdf

stick-figure-family

Uma nova gravidez, um novo começo!

A 5 de Agosto de 2013, entrei numa nova fase da minha vida! Foi o dia em que soube que estava grávida, pela segunda vez. Embora o percurso daí para a frente não se avizinhasse como novo, uma gravidez nunca é igual à outra, é um facto! E as diferenças entre a gravidez da minha princesa Mari e a actual cedo se fizeram sentir: Não tardaram a chegar os enjoos e náuseas, os quais me acompanharam até às 10 semanas de gestação; O cansaço extremo e sonolência “atacaram” entre a sétima e a décima semana. Sentia-me literalmente um caco. A cada início de dia desejava que o final deste chegasse e pensava para os meus botões, entre chás de hortelã-pimenta e gengibre, se seria assim até ao final da gravidez. Fui afortunada por ser uma daquelas futuras mamãs em que o ritmo regulariza passado o primeiro trimestre. Agora compreendo as mamãs que têm que passar por doses de má disposição meses a fio! Comer torna-se um quase martírio, as mezinhas nem sempre resultam e qualquer regime alimentar é colocado de parte! Sinto que um bom conselho, não só para as futuras mamãs, é aprendermos a ouvir o nosso corpo, tentar perceber que comida toleramos melhor e relaxar, descansar o máximo que nos for possível. Resumidamente, aproveitarmos um dia de cada vez!

Festa de Aniversário e muitas crianças!

DSCF1516 - Cópia

Organizar uma festa de aniversário parece, à primeira vista, muito mais simples do que realmente é. A minha princesa completou 7 anos o mês passado e, antes de tudo mais, havia que decidir o espaço.

Primeiro passo: Decidir o local.

Recordo-me bem das minhas festas de aniversário em casa! A minha mamã costumava fazer um bolo pão-de-ló maravilhoso, o qual cobria com creme de chantilly e decorava com imensas bolinhas de açúcar coloridas! Eram os bolo mais fantásticos de sempre! Para além disso, havia sempre sanduiches de verdadeiro pão de forma, mousse de chocolate e torta de morango, tudo feito pela D. Noémia, a senhora minha mãe!

Foi com estas preciosas recordações que acenti que a festa fosse em casa. Quem sabe, um dia, a minha princesa recordará com igual nostalgia as suas festas de aniversário.

Segundo passo: Decidir o que servir.

Keep it simple!  Há que ter comida saudável, mas também guloseimas. Caso contrário não “sabe” a festa!!!

Sanduiche de queijo, espetadas de fruta, gelatinas, batata frita e pipocas. Muita água e alguns sumos de fruta, sem açúcar 😉

Terceiro passo: Decoração e logística.

Como mãe (ou pai) sabe bem o que o seu “piolho” gosta! E é só dar asas à imaginação!

Se decidiu fazer a festinha em casa, como eu, há que pensar em determindaos detalhes para que as crianças se sintam à vontade. Dicas:

  • Ter um cestinho à porta para que possam deixar os sapatos à chegada.
  • Ter meias anti-derrapantes para os ilustres convidados.
  • Desvie qualquer móvel com cantos salientes.
  • Tenha atenção a portas e a varandas.
  • Coloque muitas almofadas no chão, na sala, no quarto do seu “piolho”, etc, para brincarem mais confortavelmente.
  • Organize jogos, desenhos para pintar ou uma sessão de cinema.

Quarto passo: Compras.

Quinto passo: Dia da Festa.

No dia da festa apenas precisa de colocar tudo em ordem! Divirta-se!